ESTAMOS VENDENDO

CASA DOS PLÁTANOS

Quando eu cheguei na vida do Marco no final de 2011, ele acabara de se mudar para a Casa dos Plátanos, que tinha construído como um projeto autoral.

O Marco tinha feito muita coisa, e depois de ter dado aula de arquiterura em Porto Alegre por quase 20 anos, ter feito o projeto da Sinfônica de Porto Alegre, do Multipalco, do Theatro São Pedro, ter o projeto premiado na quadrienal de arquitetura de Praga, veio ao Lago Azul trazido por um amigo, se encantou e decidiu fazer uma casa, sem saber o que ia acontecer a partir dali. Mas acho que a idéia não era se casar com uma artista, morar nessa casa por quase uma década, e ser feliz. Isso foi acontecendo.

Vivemos na casa de forma intermitente, era um pouco nosso navio (não vou explicar muito, mas os projetos do Marco sempre têm um quê de navios) mas também o porto, que por mais longe que fôssemos, retornávamos em segurança.

Em nossa última jornada, porém, plantamos mais plátanos em outras terras, que igualmente têm nos cobrado a rega.

Assim, madura e segura, nossa casa-navio-porto está a busca de novos marujos nesse mar tranquilo e verde.

A concepção do projeto da Casa dos Plátanos traz como fundamentos a melhor integração do objeto construído com o seu lugar e a sua época - tendo sido fortemente condicionado pela paisagem do campo de golfe do Lago Azul, Araçoiaba da Serra, SP.

O norte do projeto foram os cuidados com o uso de materiais, técnicas e acabamentos que trouxessem o menor impacto e desperdício possíveis. São características o afastamento do solo da edificação através de estrutura suspensa, gerando leveza ao volume e garantindo, naturalmente, uma melhor eficácia térmica e de aeração, com menor uso de energia artificial - além da não impermeabilização de áreas de solo. A menor altura possível do elemento construído, para que a percepção visual de outros moradores e visitantes seja mantida, infere em transparência.

Outras características únicas deste projeto são a adoção da cobertura da casa com grama, mantendo a proporção de superfície verde do lote inalterada, o uso de recursos naturais como fontes de energia, o reuso de materiais, o cuidado com o posicionamento dos compartimentos e seus devidos fechamentos, considerando-se aspectos térmicos e de iluminação, conforme orientação solar e, fundamentalmente, a valorização da paisagem existente.

Todos esses elementos fazem da Casa dos Plátanos uma obra que se impõe mas não interfere no entorno, parece se misturar ao que ali já existia e ao que será cultivado à usa volta - desde a natureza até as experiências de vida, que transcendem o espaço fechado misturando-se ao cenário exterior, que está presente dentro da casa, invadindo os espaços através dos amplos panos de vidro.

 

A casa sempre foi acolhedora, tivemos boas conversas e bons momentos com amigos; finais de tarde com nosso fogo de chão ardendo embaixo das árvores, copos e corações sempre cheios. Mas talvez o silêncio fosse das coisas que mais prezamos; relações mais intimistas... então apesar de ela ter sido projetada com três suítes, preferimos deixá-la apenas com duas (com uma parede drywall, plim, volta a ter três). A idéia dos espaços amplos, a liberdade das poucas paredes nos agrada muito. Liberdade que começa quando abrimos os olhos de manhã, quando encontramos um meio de ter o quarto escuro, mas não opaco, para acordar com a silhueta das árvores.

Com todos os vidros e outras áreas que se refletem, uma amiga lhe deu a alcunha de "Casa Filosófica", porque sempre leva a uma reflexão. 

Mas a casa filosófica foi também bem exibidinha... circulou por vários veículos da imprensa, não só por aqui, como pelo mundo; e em 2013 chegou na final da categoria casa de campo do concurso O Melhor da Arquitetura.

COISAS OBJETIVAS:

A Casa dos Plátanos fica no Lago Azul

Condomínio Residencial e Golfe Clube

Araçoiaba da Serra - SP

Rodovia Raposo Tavares km113

SR7 UA20

área do terreno: 1080m2

sub solo: 60m2

térreo: 280m2

cobertura: 259,50m2

deck churrasqueira: 88m2

Sala e cozinha integradas

3 suítes 

churrasqueira fogo de chão

piscina tipo raia com 25m

telhado verde

área de serviço  

dependência de empregada

depósito

Arq. Marco Peres - arquitetura

Eng, João Luiz Anselmo - cálculo estrutural

ZH Dionísio - paisagismo

Cesar e Pedro Kubo - estrutura de madeira

Pedro Petry - madeiras especiais da Amazônia

Madezonia - deck/ assoalho

Unikitchen - metais

Ecotelhado - telhado verde

Confi-Ar - condicionamento artificial

Texan - impermeabilização

Qualiaço - estrutura metálica

1/1

Gostou ou está na dúvida mas quer ver?

Quer saber mais detalhes?

Quer ajudar a gente a vender?

Entra em contato!!!

Gostou, não é prá você, mas é a cara de algum amigo?

Encaminha, divulga, ajuda a gente a passar de fase no joguinho!

Quer ficar em contato e seguir a gente nas nossas próximas aventuras? 

  • Facebook
  • Instagram
  • Facebook
  • Instagram